null
Acessibilidade Cultura Destaque Eventos Inclusão Social

Bienal do Rio traz braile e Libras

Fiat
Fiat

Estande JW.ORG conta com acessibilidade para cegos e surdos e material gratuito e acessível sobre diversos temas para pessoas de todas as idades

Por Taís Lambert
A 19ª Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro não é um evento voltado especificamente ao público com deficiência, verdade. Mas é essencial que os organizadores e expositores da feira literária pensem de modo a receber bem a todos os tipos de público.

Piso apropriado, espaço, banheiros adaptados, disponibilidade de cadeiras de rodas, pessoal treinado e estandes acessíveis, capazes de receber pessoas com diferentes deficiências – o que exige rampa se o piso for elevado, espaço para um cadeirante circular e recepcionistas que falem em Libras, por exemplo – são apenas algumas das questões básicas de acessibilidade que o visitante espera.


Nesse sentido, o estande JW.ORG, das Testemunhas de Jeová, sai na frente. Localizado no pavilhão verde, o piso do espaço é nivelado com o piso da feira, tornando fácil o acesso da pessoa com mobilidade reduzida. As publicações disponíveis – livros, revistas, brochuras e CDs – estão em altura adequada ao cadeirante, que pode pegá-las com autonomia.

 

 

 

 

Também, uma vez dentro do estande, o visitante cego pode conhecer um exemplar da Bíblia em braile. “Temos aqui o volume 24 da Bíblia – a Tradução do Novo Mundo –, que vai de Mateus até o capítulo 5 de Marcos. A Bíblia completa em braile soma dezenas de volumes”, explica André Rehn, Testemunha de Jeová e voluntário no estande.

As Testemunhas de Jeová disponibilizam a Bíblia completa em braile (o que demanda um espaço de 2 m para guardá-la na estante). O visitante cego que desejar adquiri-la poderá fazer seu pedido no próprio estande e a publicação será entregue em sua casa, de forma totalmente gratuita.

Além do livro sagrado, o espaço conta ainda com outras publicações em braile, incluindo um texto com passagens bíblicas que mencionam cegos e surdos. “No site, há algumas tecnologias disponíveis para que a pessoa cega baixe as publicações e possa ouvi-las, tudo gratuitamente”, indica André Rehn. “Uma coisa que deve ser destacada é que, quando falamos que é gratuito, não se trata de um preview apenas: é a publicação ou o vídeo inteiro, completo. É possível fazer o download e assistir quantas vezes e onde a pessoa quiser”, completa.

      
Informações para todos. Todos mesmo
O JW.ORG é o site oficial das Testemunhas de Jeová. É também o site mais traduzido do mundo, com 985 idiomas. Pessoas surdas do mundo inteiro podem ter acesso às mesmas informações que os ouvintes: o site dispõe de inúmeros vídeos bíblicos e educativos em 98 línguas de sinais, entre elas a Língua Brasileira de Sinais, a Libras.

No estande, durante todo o período da feira, haverá sempre duas Testemunhas de Jeová fluentes em Libras recepcionando o visitante surdo. “Muitas vezes as pessoas não sabem nem como lidar com o surdo. Num mundo totalmente globalizado como é o de hoje, isso chega a ser um absurdo”, diz Edna Rehn, Testemunha de Jeová voluntária, fluente em Libras.

Ela complementa dizendo: “O que mais me sensibiliza é ver a dificuldade de comunicação da pessoa surda dentro da própria família. Muitas vezes, a família não aprende Libras porque acha que é apenas o surdo quem tem de fazer o esforço para se comunicar com eles. É uma grande barreira. Aqui no estande, pelo contrário, divulgamos a Língua de Sinais e a inclusão dessas pessoas. O ouvinte precisa compreender as necessidades do surdo”.

No estande, o visitante surdo pode assistir a vídeos em Libras na TV de LED, conversar com os recepcionistas em sua língua e levar gratuitamente material impresso e CDs com vídeos na Língua Brasileira de Sinais. “A acessibilidade é importante para nós. É uma questão de disponibilizar as mesmas informações que estão em Língua Portuguesa para os surdos, em Língua de Sinais. Ao chegar ao estande, ele vai se sentir à vontade de conversar conosco, não ficará constrangido. Sempre haverá alguém aqui para explicar o funcionamento do site, das publicações, de como é um estudo bíblico que, inclusive, pode ser executado aqui mesmo, nesse local”, explica André Rehn, também fluente em Libras.
Com outro espaço dedicado ao público infanto-juvenil, com puffs onde podem se acomodar para assistir a vídeos educativos, o estande JW.ORG tem atraído pessoas com diferentes interesses. Tauane Firmino, 14 anos, não conhecia as Testemunhas de Jeová. “Estou entrando em contato com eles pela primeira vez aqui no estande. Eles conversaram comigo e com minhas amigas e já peguei esse livro, Os jovens perguntam, que tem uns temas interessantes, como amizade, relacionamento com os pais e sobre sentimentos. E o melhor, de graça!”, conta ela.

A feira, que abriu hoje, dia 30 de agosto, vai até o domingo da próxima semana, dia 8 de setembro. Entre os quatro maiores eventos do calendário oficial da cidade, a Bienal do Livro espera receber 600 mil pessoas nos pavilhões do Riocentro, na Barra da Tijuca.

 

Por: Taís Lambert

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

  • Amei essa reportagem, só quem precisa e trabalha cm a inclusão sabe quão importante é essa divulgação acessível. Um excelente trabalho, parabéns!

Receba as edições impressas da Revista PCD na sua casa!

Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro das novidades!

Quer receber as novidades sobre o universo PCD no seu e-mail? Cadastre-se abaixo:

/* ]]> */