Cultura Notícias

Projeto ‘Literatura Acessível’ tem coleção de livros disponibilizada no ambiente on-line

 

Com o objetivo de sensibilizar crianças e escolas no Brasil quanto à importância da temática da inclusão e da acessibilidade, o Instituto Incluir lança uma série de livros, a “Coletânea Literatura Acessível”, disponíveis em multiformato – Libras, Braille, Audiodescrição e Pictograma. O projeto foi um dos contemplados no 4º Edital Instituto CCR de Projetos Culturais, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e suas atividades presenciais ainda serão programadas. Neste período de quarentena, a instituição disponibiliza os livros no ambiente on-line – literaturaacessivel.com.b– com o intuito de levar a cultura da inclusão a pais e filhos e educadores.

Os livros serão lançados em rodadas de contação das histórias em escolas de trechos das concessionárias CCR AutoBAn, CCR ViaLagos, ViaRio, CCR Metrô Bahia, CCR MSVia e CCR ViaSul, mas já estão disponíveis no site por meio de vídeos com Audiodescrição e Libras. Os títulos são O menino que escrevia com os pés, O melhor amigo da bengala, A princesa que tinha um cromossomo a mais e A menina que perdeu a perna. “Desenvolvemos o site para que oferecesse o máximo de acessibilidade aos visitantes, seguindo padrões e metodologias de instituições nacionais e internacionais, e logo teremos a contação de histórias de todos os livros na versão virtual para a criançada acessar”, conta Carina Alves, Diretora-Presidente do Instituto Superar e Fundadora do Instituto Incluir.

Idealizadora do projeto, Carina explica que o público-alvo do “Literatura Acessível” é a faixa que vai dos 5 aos 12 anos, na rede pública de Ensino: “O projeto traz uma proposta de multiplicidade, estimula o protagonismo da diversidade e propõe uma discussão saudável, na perspectiva inclusiva, dentro e fora das escolas”. Este projeto é possível pelo fato de ter sido aprovado pelo Ministério da Cidadania, através da Secretaria Especial da Cultura e Governo Federal.

Um pouco mais sobre a coletânea

A coleção reúne quatro obras escritas e inspiradas no trabalho da psicóloga, escritora, empreendedora e ativista social, Mestre em Educação e doutoranda em Educação, na perspectiva inclusiva, Carina Alves, Diretora do Instituto Superar e Fundadora do Instituto Incluir, com a participação de outras autoras parceiras, como Mari Meira, administradora de empresas e marketing. Ainda haverá o quinto livro em uma parceria inédita com Elyse Matos, advogada, Mestre em Direito Francês, Europeu e do Comércio Internacional pela Université Sorbonne (Paris II) e fundadora do Instituto Ico Project que tem como foco o autismo, em homenagem ao seu filho que nasceu com autismo. Também conta com um grande parceiro, o artista, desenhista e ilustrador formado em Comunicação Visual na Escola Federal de Belas Artes no RJ e ilustração digital na Broward College na Flórida, Roney Bunn que deixa as obras incríveis para as crianças.

Sobre o Instituto CCR: Com 5 anos de existência, o Instituto CCR é uma entidade privada sem fins lucrativos que nasceu com o objetivo de estruturar a gestão de projetos de Responsabilidade Social apoiados há mais de 15 anos pelo Grupo CCR. Por meio do Instituto CCR são viabilizados projetos com recursos próprios da companhia e oriundos de leis de incentivo, com foco prioritário em quatro áreas: Cultura e Esporte; Educação e Cidadania; Meio Ambiente e Segurança Viária; Saúde e Qualidade de Vida. Comprometido com o desenvolvimento sustentável, socioeconômico e cultural nas regiões onde atua, o Grupo CCR se orgulha de ter levado cerca de 600 projetos para mais de 150 cidades no Brasil e no exterior, que, desde 2003, já beneficiaram 10,7 milhões de pessoas com investimentos de R﹩ 291 milhões em projetos estruturados. Saiba mais em http://www.institutoccr.com.br .

Sobre o Instituto Incluir: O Instituto tem como foco a diversidade humana e a inclusão. De forma profissional, traz uma proposta de pluralismo de ideias, estimula o protagonismo da pessoa com deficiência, propõe uma discussão saudável sobre Educação para Emancipação e Esporte e Cultura como ferramenta de participação social. Trabalhamos na contramão de um problema social: A Discriminação.

Estamos alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis e através da parceria público privada, nacionais e internacionais, desenvolvemos projetos inclusivos, com o objetivo de ampliar o acesso das pessoas com deficiência aos espaços sociais e promover uma cultura de inclusão.
Fonte Assessoria

 

Por: Marco Gouveia

Receba as edições impressas da Revista PCD na sua casa!

Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro das novidades!

Quer receber as novidades sobre o universo PCD no seu e-mail? Cadastre-se abaixo:

/* ]]> */